Cotação actualizada ao minuto

(25-11-2017 às 05:38:44)

VALOR DE COMERCIANTE

Barras de Ouro para Investimento

 

O investimento em Ouro é seguro na medida em que o ouro não perde qualidade com a passagem do tempo, contudo é necessário ter especial atenção pois o valor do ouro é cotado em bolsa e o seu valor varia diariamente. Logo, dificilmente o valor pago no momento da compra é igual ao valor recebido no momento da venda.

Barras de Ouro

A New Greenfil comercializa Barras de Ouro de diferentes pesos em gramas.

Consulte agora os preços do Ouro em Barra

» Barra de Ouro de 50 gramas

Barra de Ouro 50 gramas

 

» Barra de Ouro de 100 gramas

Barra de Ouro 100 gramas


» Barra de Ouro de 250 gramas

Barra de Ouro 250 gramas

» Barra de Ouro de 500 gramas

Barra de Ouro 500 gramas


» Barra de Ouro de 1000 gramas

Barra de Ouro 1000 gramas

Conside-se que o preço por grama é menor nas barras de maior peso, isto porque os custos fixos de produção são semelhantes, independentemente da dimensão ou peso da barra produzida. Logo, os custos fixos representam uma maior fatia do valor total numa barra de menor peso, o que aumenta o preço do grama de ouro.

Recomenda-se dividir o montante investido por diversas barras de diferentes pesos em vez de apenas uma barra de maior peso. Isto porque no momento da venda, torna-se mais simples vender (uma ou outra barra), parte do investimento total em vez de apenas uma barra. Para além disso, com diversas barras de ouro em posse, em função da necessidade financeira, poderá vender a barra que desejar sem perder totalmente a posição de investimento em ouro.

Pepitas de ouro

ouro é um investimento valioso e historicamente com imenso futuro. Apenas o ouro tem valor real uma vez que este sempre foi a forma base de dinheiro e troca mais persistente e reconhecida.

Devido ao risco de desvalorização de moeda, o ouro apresenta-se como uma solução de proteção face a este cenário. Como exemplo: se a moeda Euro sofrer uma desvalorização forte, quem possuir património em Euros sofre uma baixa de valor, tal não acontece se parte do património estiver aplicado em ouro, isto porque o ouro é facilmente convertível em qualquer moeda.

Através da New Greenfil pode investir em barras de ouro puro 999,9 de diferentes pesos: 50 gramas, 100 gramas, 250 gramas, 500 gramas e 1000 gramas.

Contacte-nos hoje mesmo: Tel. 218 851 357, reserve a barra de ouro pretendida, com o pagamento de 10% do valor total.

Ouro para Investimento

A New Greenfil tem uma solução perfeita para aqueles que se querem proteger da hiperinflação ou outras formas de crise económica. O investimento em ouro permite que o valor investido seja mundialmente equiparado, servindo este, muitas das vezes, como proteção à inflação.

Se pondera investir em ouro, recomendamos a leitura de 32 motivos pelos quais deve investir

1. O ouro é a melhor loja de valores

2. O ouro é uma proteção contra a inflação

3. O ouro é dinheiro

4. O ouro protege contra o colapso do Dólar

5. Os bancos centrais voltaram a comprar ouro

6. A China e a Rússia lideram a oferta e a procura

7. O fascínio do ouro na Índia

8. "Títulos de ouro" são um esquema Ponzi prestes a estourar

9. As reservas de ouro dos Estados Unidos geram desconfiança

10. Novas descobertas de ouro mais difíceis

11. Extracção de ouro cada vez mais dispendiosa

12. O ouro vai beneficiar das guerras cambiais

13. O ouro permite diversificação

14. O ouro como refúgio dos riscos geopolíticos

15. O ouro protege contra a deflação

16. O ouro está na sua posse

17. O preço do ouro está sendo manipulado

18. O ouro faz parte do "Bull Market"

19. O ouro não está numa bolha

20. O ouro ainda é um investimento pouco conhecido

21. O ouro encontra-se subavaliado

22. O ouro dura para sempre

23. Há falta de ouro no Mundo

24. O ouro não tem o risco de contraparte

25. O ouro de investimento é livre de impostos

26. O ouro é uma apólice de seguro 

27. O ouro tem a quantidade certa de usos industriais

28. Reciclagem de ouro atingiu um nível estável

29. O ouro e a Lei de Gresham

30. As jóias em ouro são admiradas em todo o mundo

31. O ouro como estatuto social

32. O ouro é uma excelente opção em tempos de juros baixos

1. O ouro é a melhor loja de valores

Como já é do conhecimento de todos nós, o ouro tem milhares de anos de história que sustentam a sua importância como uma importante reserva de valor. Este metal manteve o seu poder de compra ao longo de diversos acontecimentos, tendências, mudanças tecnológicas, enquanto outras formas de ativos e investimentos, revelaram-se frágeis em determinados momentos.

As casas vão-se deteriorando, as empresas têm ido à falência muitas vezes, as tendências mudaram o conceito de "obrigatoriedade de possuir" e tudo o resto está cientificamente sujeito a desgaste com o passar do tempo.  

Compramos ouro ao melhor preço!

Simulador de ouro

Visite também, peças com mais valorAvaliador Oficial e critérios de avaliação. Contacte-nos.

Avaliador Oficial

ouro é uma excelente opção de investimento e, para aquelas pessoas que desejam preservar  a sua riqueza para as gerações futuras, não há aposta mais segura. 

investimento em ouro e prata

2. O ouro é uma proteção contra a inflação

A principal razão pela qual pode sentir a necessidade de comprar ouro está provavelmente relacionada com a inflação. Os preços em todo o mundo têm vindo a subir, e não estamos apenas a referir-nos aos tempos atuais.

Se perguntar aos seus avós qual era o preço de um determinado produto, caso ainda tenham presente nas suas memórias, a resposta será que na altura era uma fração do preço dos dias de hoje.

Mas não são apenas as economias e sistemas monetários mais frágeis que se têm esforçado para ultrapassar as situações adversas. Mesmo o "todo-poderoso" dólar perdeu 97% do seu valor no século passado.

O investimento em ouro tem se tornado uma boa opção em períodos de inflação já que os investidores estão dispostos a adquiri-lo em períodos em que o dinheiro perde valor e não há investimentos interessantes.

A hiperinflação (subida muito acentuados dos bens e serviços) é um dos piores tipos de inflação e é conhecida por causar grandes estragos na economia dos países, à semelhança do que aconteceu no Zimbabue, Argentina e Venezuela. Os possuidores de ouro nestes países escaparam da catástrofe financeira. 

inflação

3. O ouro é dinheiro

Se considerarmos todas as civilizações desde o ano 550 a.c. (quando as primeiras moedas de ouro foram cunhadas e postas em circulação), há provas irrefutáveis de que o ouro tem sido a forma de dinheiro mais duradoura ao longo da história.

Nos últimos 40 anos tem-se assistido a uma mudança para o papel-moeda, mas esta experiência está a entrar em colapso e há sinais reais de que o ouro vai recuperar o seu estatuto como dinheiro ou, pelo menos, servir de financiador do dinheiro no futuro próximo. 

barras e moedas de ouro

4. O ouro protege contra o colapso do Dólar

O dólar americano conseguiu disfarçar-se num substituto de impressão barata face ao ouro mas essa ilusão está a deixar de ter credibilidade. Nos últimos 25 anos, os Estados Unidos têm gasto para além de suas possibilidades, devido à confiança depositada no dólar a nível mundial.

Os EUA têm uma dívida enorme que está longe de estabilizar. Os Estados Unidos teriam de cortar na despesa e abraçar uma recessão por vários anos (não politicamente atraente), mas ao invés irão resolver o problema como sempre têm feito, ou seja, através da política monetária de aumentar a quantidade de dinheiro em circulação (designada por quantitive easing).

As grandes economias mundiais como a China estão lentamente a fazer uma transição do dólar (um processo que demorará décadas devido à necessidade de adaptação de infraestruturas económicas e financeiras) e preencher as suas reservas com ouro

economias mundiais

5. Os bancos centrais voltaram a comprar ouro

Desde que o ouro deixou de ser um produto atrativo no mundo financeiro no início dos anos 70, os bancos centrais foram, lentamente, diminuindo as suas reservas de ouro, porque lhes foi vendido o sonho que o papel moeda fiduciária gerida por banqueiros poderia funcionar melhor do que um metal precioso oferecido pela natureza em quantidades limitadas.

Acontece que os seres humanos são incompetentes, corruptos e gananciosos e o dinheiro papel rapidamente mostrou as suas verdadeiras cores. A enorme crise financeira em 2008 (que nunca chegou a resolvida eficazmente) contribuiu para que os banqueiros percebessem que, talvez o ouro não fosse tão irrelevante.

Nos últimos anos, assistiu-se a uma tendência de compra de ouro pelos bancos centrais em vez de diminuirem as reservas existentes

ouro


6. A China e a Rússia lideram a oferta e a procura 

Enquanto os países ocidentais não estão ainda totalmente convencidos sobre a importância do ouro, as grandes potências como a China e a Rússia têm vindo a comprar ouro em grandes quantidades.

Nenhum dos países possuiu tanto na forma de reservas de ouro nos últimos anos, quando comparado com outros pesos pesados da economia mundial, e continuam a aumentar as suas reservas, quer através da produção, quer através da importação (as importações devem ser feitas lentamente e fora dos mercados, a fim de manter os preços acessíveis).

A China é atualmente o maior produtor de ouro a nível mundial, mas a Rússia tem planos para ultrapassar a produção da China nos próximos anos. Espera-se que estes países não partilhem o ouro com outros países, quando a procura a sério começar .

Assim sendo, melhor é adquirir algum ouro enquanto é possível.

Investimentos em ouro

7. O fascínio do ouro na Índia

Possuir ouro na Índia faz parte de uma cultura que se encontra enraizada na vida quotidiana. Tratando-se de um país com probabilidades de se tornar no país mais populoso do mundo e com uma economia desenvolvida, a procura de ouro é praticamente garantida.

Mesmo com taxas de importação de cerca de 5% e uma moeda (rupia) enfraquecida, a procura de ouro tem sido forte mostrando a resistência do metal precioso neste grande mercado.

ouro

8. "Títulos de ouro" são um esquema Ponzi prestes a estourar

É difícil descrever a situação de "títulos de ouro" para aqueles que não estão familiarizados com o submundo dos mercados financeiros, porque se trata de um esquema Ponzi tão grande mas tão simples que se torna difícil de aceitar no chamado mundo "moderno".

Surgiram inúmeros instrumentos financeiros duvidosos apresentados como alternativas ao investimento em ouro físico, tais como "gold ETFs", "Gold future Trading" e contratos de ouro em contas não atribuídas que abriram a porta a um tipo de fraude de que poucos se apercebem.

Simplificando, há a possibilidade de serem vendidos mais "títulos de ouro" do que o ouro físico existente para suportar estas aquisições.

Os números disponibilizados pela "London Bullion Market Association" confirmam este fato, ou seja, uma grande parte dos investidores estão convencidos que tomaram as melhores decisões investindo em ouro para se protegerem em caso de crise financeira, na verdade, encontram-se numa situação em que, provavelmente, nem sequer detém o ouro que pensam ter adquirido.

Esta situação pode acontecer porque essas contas de ouro não atribuídas não asseguram o ouro mas servem como "título de dívida". Não haverá problema, desde que os bancos tenham ouro suficiente para fazer face a uma possível "corrida ao banco" por parte dos investidores.

Como pode acontecer com o sistema de moeda-reserva, em caso de procura massiva por parte dos investidores, existe a possibilidade dos bancos não poderem disponibilizar o ouro suficiente, pelo facto de existirem mais títulos de ouro do que ouro físico em barras. Numa situação destas, os preços do ouro disparam.

No entanto, apenas uma situação de crise levará os investidores a desejarem ter o ouro na sua posse. 

certificado de ouro

9. As reservas de ouro dos Estados Unidos geram desconfiança

Não são apenas as poupanças de ouro de particulares que podem estar em risco; as dos bancos centrais também. Grande parte do ouro do banco central está localizada nos Estados Unidos, nomeadamente em Fort Knox, Kentucky e no Federal Reserve Bank em Nova Iorque.

Uma série de acontecimentos recentes despertaram o interesse sobre as quantidades de ouro que existem realmente nessas misteriosas caixas fortes. Existe uma preocupação crescente no que respeita às quantidades de ouro que realmente existem nessas caixas fortes e se estas correspondem aos dados divulgados em relatórios oficiais.

Circulam ainda rumores de que este ouro já foi usado para "leasing" e que o 'ouro' que existe nos Estados Unidos, se encontra na forma de IOUs (notas promissórias). O Fed (Federal Reserve System) mudou recentemente a forma de reportar as reservas de ouro, combinando o ouro físico existente com a quantidade de ouro que lhes é devida, registando esta informação numa simples linha do livro de contabilidade.

Este procedimento é por muitos considerado suspeito; os pedidos de informação e de inspecção que têm sido formulados têm sido rejeitados, mesmo vindos das mais altas esferas políticas. A Alemanha solicitou a devolução do ouro que lhe é devido e, após conversas de bastidores, acordou com os EUA a devolução de metade do seu ouro ao longo de um período de sete anos.

10. Novas descobertas de ouro mais difíceis

É cada vez mais difícil encontrar novositos  depóse minas de qualidade, apesar do aumento dos gastos na exploração. A extração aurífera aproxima-se rapidamente do seu ponto máximo. O ouro disponível em minas tem vindo a diminuir.

A menos que sejam introduzidas novas tecnologias, a oferta de ouro estará condicionada no futuro e apenas preços mais altos podem permitir que esses projectos mais caros de mineração venham a ser financeiramente viáveis. 

mina

11. Extracção de ouro cada vez mais dispendiosa

Não é só o ouro que é cada vez mais difícil de encontrar, mas a mineração no seu todo é cada vez mais dispendiosa. Os custos de energia estão a subir, mas os preços não acompanharam a inflação até ao momento. Estes factores resultam numa contracção da oferta numa altura em que a procura está em queda.

12. O ouro vai beneficiar das guerras cambiais

Não é só o dólar americano que tem vindo a desvalorizar. Outras moedas importantes como o iene japonês ou o euro também têm sofrido oscilações. 

Os bancos centrais em todo o mundo estão numa corrida para desvalorizar as suas moedas a fim de tornar as exportações mais baratas para estimular as economias.

Neste cenário, possuir ouro faz todo o sentido. O seu estatuto como um metal precioso impede qualquer entidade oficial de destruir seu valor. 

investimento em ouro

13. O ouro permite diversificação

Mesmo o mais convicto crítico do metal precioso vai render-se à teoria da diversificação da carteira de investimentos. Todos os investidores cautelosos devem possuir pelo menos 5% dos seus activos em ouro.

Se a economia se mantiver forte e o sistema financeiro a funcionar como uma máquina bem oleada, a maior parte dos seus investimentos dará lucros e a pequena aplicação em ouro, que poderá ter um desempenho inferior em termos financeiros, será facilmente compensada.

Num cenário de crise financeira, uma pequena percentagem de investimento em ouro pode compensar muitas das perdas que poderá incorrer noutras áreas, como os mercados de ações e imobiliário. É o que se chama uma situação "win-win", vantajosa para as partes envolvidas. 

investimento em ouro

14. O ouro como refúgio dos riscos geopolíticos

Guerras, terrorismo, desastres naturais, crises, distúrbios, são acontecimentos pouco prováveis de perturbar o nosso mundo. No entanto, a situação pode mudar se fizermos uma análise a partir de uma perspectiva histórica.

Apesar do fim das grandes guerras, um controle sobre a guerra mundial contra o terrorismo, a globalização e o comércio mundial, há riscos imprevisíveis todos os dias. A situação na Palestina/Israel, a guerra civil na Síria, do conflito Japão/China em relação às Ilhas Senkaku, a crise económica na Europa e Estados Unidos se algum destes riscos escalar para uma ameaça real, então o ouro será um refúgio seguro para proteger os investidores.

Mesmo se estes ou outros riscos imprevisíveis não ocorrerem, a paz de espírito que a posse de ouro fornece num mundo cheio de incertezas é uma característica rara e atraente.

Ásia

15. O ouro protege contra a deflação

Um dos possíveis cenários de recessão envolve a possibilidade de um cenário de deflação. Mesmo em tal situação, quando todos os ativos perdem o seu valor, o ouro tem demonstrado grande capacidade de resistência e uma opção mais favorável do que outros activos no que respeita a valorização.

Por exemplo, na década de 30, nos Estados Unidos, o período de deflação reflectiu-se nos metais preciosos. A prata perdeu o valor, mas não tanto quanto o índice Dow Jones e recuperou para valores mais elevados quando a deflação estava a chegar ao fim (os preços do ouro foram fixados anteriormente e não foram afectados).

deflação

16. O ouro está na sua posse

Enquanto o dinheiro está na sua conta bancária ou noutro tipo de aplicação, o ouro é um produto real do qual pode dispor à sua melhor conveniência. Deverá tomar todas as providências no que respeita a segurança.

É do conhecimento de todos nós que várias instituições financeiras de renome mundial faliram quando os investidores julgavam que o seu dinheiro estava seguro.

barras de ouro

17. O preço do ouro está sendo manipulado

De acordo com o GATA (Gold Anti Trust Action Committee), há evidências da existência de um concluo entre instituições financeiras para reprimir os preços do ouro. Se o ouro subisse até encontrar o seu verdadeiro valor, poderia prejudicar o status e a confiança no dólar, podendo tornar-se numa ameaça para um país que se tornou totalmente dependente da moeda de reserva mundial.

Esta situação pode vir a mudar, pelo que comprar ouro a preços baixos é uma oportunidade que pode não estar à sua disposição para sempre.

investimento em ouro

18. O ouro faz parte do "Bull Market" 

Um bem ativo ou uma "commodity" que tenha verificado subidas ou descidas de preço no passado não é revelador do que vai acontecer no futuro mas esta percepção ainda é importante nos mercados. O ouro tem verificado uma subida de preços muito significativa desde o início do milénio com maior relevância ao longo da última década, deixando na sombra outros tipos de investimentos.

Os dados históricos sobre o ouro são importantes numa altura em que há quem tente passar a mensagem "as pessoas civilizadas não compram ouro", o que é uma relíquia bárbara como o famoso economista Keynes afirmou em tempos. 

projecções do ouro

19. O ouro não está numa bolha

Um mercado em ascensão prolongada na maioria dos casos termina com uma bolha, mas o ouro não é como outros investimentos. O ouro é tão valioso quanto as pessoas consideram que seja.

Numa altura em que, tecnicamente, existe uma bolha na forma como descreveríamos a maioria dos outros mercados, o ouro está a cumprir o seu propósito da única forma possível: um aumento de valor. Esta situação contrasta com a bolha da internet em 2000, quando os investidores correram para empresas das quais esperavam receber lucros elevados, mas estas empresas nunca estiveram em condições de cumprir esse nível de procura sem se tornarem sobrevalorizadas.

Os preços do ouro podem sempre ser fixados em valores mais altos e ir de encontro às expectativas e, por essa razão, não pode estar numa bolha. 

barra de ouro

20. O ouro ainda é um investimento pouco conhecido 

Se falar aos seus amigos, colegas ou familiares sobre o ouro, quantos realmente sabem alguma coisa sobre o metal precioso, para além de possuírem qualquer peça de joalharia? Em especial nos países ocidentais, muitas pessoas não são compradoras de ouro de investimento, apesar de todas as razões que aqui listamos.

Isso simplesmente mostra que ainda há um enorme potencial e que os investidores devem manter o ouro de que são proprietários até uma próxima corrida ao ouro

barra de ouro

21. O ouro encontra-se subavaliado 

Uma razão para não comprar ouro, que é frequentemente citada nos meios de comunicação financeiros é, que o ouro tem aumentado muito nos últimos anos e está sobrevalorizado. Tal afirmação não é precisa, porque o preço do ouro não foi sendo actualizado em relação ao valor da moeda.

Quando o preço do ouro começou a sua escalada, há uma década, tinha a cotação de 300 dólares por onça. Desde então, novas injecções monetárias em todo o mundo, os níveis  de dívidas sem precedentes, a instabilidade financeira, crises em todo o mundo, a recessão, e agora as guerras cambiais, vieram criar novas razões para possuir ouro ainda que o preço tenha estagnado desde que subiu para 1.900 dólares em 2011.

evolução do ouro

22. O ouro dura para sempre

Quando decide possuir ou investir em algo, não importando se é um novo "gadget" ou um carro, espera que a sua aquisição tenha um tempo de duração considerável, (especialmente se você gastou uma boa parte do seu rendimento disponível nele).

A maioria das coisas que as pessoas possuem, porque estão destinadas a ser valiosas, tais como pinturas, relógios, casas, antiguidades, ou coleções, em algum momento irão necessitar de manutenção para continuarem em boas condições.

ouro é um metal que não oxida e nunca desaparecerá, independentemente do tempo que passa, ou das condições extremas a que seja submetido. Possuir um bem tão eterno, especialmente no contexto de todas as outras vantagens, é uma característica inaudita no nosso mundo. 

barras de ouro

23. Há falta de ouro no Mundo

O termo "metal precioso" significa que existe em pouca quantidade, o que naturalmente o torna precioso. Todo o ouro que se encontra na posse do ser humano, sob diversas formas, contabiliza cerca de 170,000 toneladas. A produção de ouro anual é de cerca de 2.500 toneladas.

Se juntasse todo ouro puro existente com o ouro usado em joalharia, poderia caber dentro de duas piscinas olímpicas. Todo o ouro do mundo vale menos de 9 triliões de dólares, o que equivale a uma ínfima quantia quando comparada com a quantidade de "dinheiro" que circula em todo o mundo. 

preço do ouro

24. O ouro não tem o risco de contraparte

O risco de contraparte não é algo que seja referido quando avaliamos comprar bens ou fazer outro tipo de investimentos, mas é certamente um factor que deve requerer a nossa atenção. Cada transacção envolve pelo menos duas partes.

O risco de incumprimento da outra parte interveniente no negócio é conhecido como risco de contraparte.

Quer se trate de uma instituição financeira como um banco, de uma empresa onde investiu o seu dinheiro, ou um apartamento que comprou, está a confiar de boa-fé que o dinheiro que disponibilizou, lhe dê acesso ao que ficou acordado.

As coisas nem sempre correm como planeado, e nalguns casos pode perder o seu dinheiro. Quando adquire ouro, assim que chegar às suas mãos, não há qualquer expectativa em relação à parte contrária.

Isso significa que você só precisa de confiar em si mesmo e não fica sujeito a fatores externos fora do seu controle. 

25. O ouro de investimento é livre de impostos

A compra de qualquer produto está sujeita a impostos. Em Portugal, o ouro de investimento está isento do pagamento de IVA. Considera-se ouro de investimento: Decreto Lei 362/99 de 16 de Setembro.

Artigo 2.º Ouro para investimento

1 - Considera-se ouro para investimento:

a) O ouro sob a forma de barra ou de placa, com pesos aceites pelos mercados de ouro, com um toque igual ou superior a 995 milésimas, representado ou não por títulos, com excepção das barras ou placas de peso igual ou inferior a 1g;

b) As moedas de ouro que, cumulativamente, preencham os requisitos seguintes: i) Tenham um toque igual ou superior a 900 milésimas; ii) Tenham sido cunhadas depois do ano de 1800; iii) Tenham tido curso legal no país de origem; iv) Sejam habitualmente vendidas a um preço que não exceda em mais de 80% o valor, no mercado livre, do ouro nelas contido. " 

barras de ouro

26. O ouro é uma apólice de seguro 

Se já teve de transportar grandes quantidades de dinheiro, sabe como é difícil e complicado em termos de segurança. As carteiras não têm grande capacidade em termos de espaço, e muitas vezes é necessário o recurso a pastas, que podem despertar o interesse de pessoas mal-intencionadas.

No caso do ouro, uma barra pode muitas vezes representar a salvação de uma família inteira. Imagine-se um cidadão de um país conturbado, tendo que fugir do país onde a moeda local foi desvalorizada.

Em cenários de conflito como já aconteceu em várias regiões da Ásia Oriental, África, América do Sul, uma barra de ouro no seu bolso pode ser literalmente uma bóia salva-vidas. Talvez nunca sejamos afetados por uma situação idêntica ao longo das nossas vidas, mas nunca sabemos, e é por isso que as pessoas investem em segurança.

ouro é uma apólice de seguro que pode levar consigo para qualquer lugar e trocar por dinheiro de forma imediata, em vez de se sujeitar às burocracias normalmente associadas às companhias de seguros. 

segurança

27. O ouro tem a quantidade certa de usos industriais

Para aqueles que estão presos à ideia de que o ouro não tem aplicações práticas, a realidade é que o ouro tem muitas aplicações em diversas áreas. O ouro seria usado em maior quantidade se não fosse tão escasso e caro, porque tem características verdadeiramente únicas e especiais não encontradas em nenhum outro elemento na terra.

A procura para fins industriais parte principalmente das indústrias de alta tecnologia e electrónica, mas este consumo não é muito relevante o que é positivo porque se trata de um produto que pode ser trocado por dinheiro e não deve ser usado para outros fins "menos importantes". O ouro para fins industriais representa cerca de 10% da procura anual. 

aplicações industriais

28. Reciclagem de ouro atingiu um nível estável 

A reciclagem do ouro é importante para que este não desapareça na face da terra. Os usos industriais acima mencionados podem lentamente retirar ouro da circulação se não houver um controle eficaz.

reciclagem do ouro é popular no momento em que se registam subidas de preços, porque é quando as pessoas decidem que levar aquelas peças de joalharia partidas a uma loja de compra de ouro e trocá-las por dinheiro.

Os últimos relatórios divulgados pelo "World Gold Council" indicam que o ouro reciclado atingiu um nível estável o que significa que as pessoas já não estão interessadas em vender a sua sucata de ouro a preços correntes.

Isso geralmente é um sinal de que os preços do ouro estão subvalorizados e um bom sinal para os detentores de ouro. 

jóias em ouro

29. O ouro e a Lei de Gresham

A Lei de Gresham é um princípio económico que sugere que "dinheiro ruim expulsa o bom dinheiro da circulação" e que explica a nossa estrutura social atual de forma muito sucinta.

Ele também serve para lembrar porque faz sentido possuir ouro, pois racionaliza a razão pela qual usamos o papel-moeda em primeiro lugar, porquê gastar o dinheiro bom, que sempre terá valor (ouro), quando pode gastar dinheiro ruim (papel-moeda), o qual é obrigado a usar e aceitar de acordo com as leis de cada país?

A Lei de Gresham diz-nos que devemos ser possuidores de ouro, e não gastadores de ouro.

notas

30. As jóias em ouro são admiradas em todo o mundo 

As jóias de ouro têm resistido ao longo dos tempos e continuam a ser um dos acessórios de moda mais importantes. Ao contrário de outras tendências ou artigos de moda que vão surgindo e sendo substituídos em pouco tempo, o ouro não só tem provado ser intemporal e um produto integrado no mundo globalizado.

Estas características atraem os investidores oferecendo níveis de conforto e segurança difíceis de encontrar noutros produtos.

pulseiras de ouro

anel de ouro

31. O ouro como estatuto social 

Para além do seu visual atraente, o ouro também tem um impacto poderoso a nível social. Na China e na Índia, onde estão sendo geradas novas riquezas, os indivíduos utilizam o ouro para mostrar a sua crescente posição social e riqueza material.

Embora seja, sem dúvida, uma forma de exibição de riqueza, a procura de um estatuto mais elevado faz parte da natureza humana e é pouco provável que perca importância.

equipamentos electrónicos

 

32. O ouro é  uma excelente opção em tempos de juros baixos

Os juros não estão a subir. Esta situação beneficia o ouro. Durante os períodos de juros baixos e inflação alta não será uma boa opção manter o seu dinheiro num banco.

Possuir ouro torna-se um "risco" muito mais atraente. Outro benefício é que as taxas de juros baixas reduzem a cobertura de riscos das empresas de extração, retirando o ouro do mercado.  

moedas de ouro

Visite também, peças com mais valorAvaliador Oficial e critérios de avaliaçãoContacte-nos!

A New Greenfil tem como principal atividade a compra e avaliação de metais preciosos, essencialmente ouro e prata, provenientes de artefactos de ourivesaria.

Avalie já as suas jóias, fale conosco!

Conheça como se compra e transmite Cautelas de Penhor.

Conheça o valor de comerciante e como investir em Barras de Ouro ou Prata.

Saiba também quais são os nossos critérios de avaliação!

Conheça as peças com mais valor!

New Greenfil Lda, faça parte de uma história de sucesso!

Newsletter

Fique a par das nossas novidades!

  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com
  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com
Partilhar