Cotação actualizada ao minuto

(18-07-2019 às 20:34:41)

VALOR DE COMERCIANTE

Aplicações da Platina

 

A aplicação de compostos inorgânicos, principalmente os que contêm metais, foi restrito até haver manifestações de actividade anticancerígena de complexos contendo platina, este estudo foi desenvolvido por Rosenberg em finais dos anos 60. 

compostos inorgânicos

O êxito da aplicação da cisplatina, inicialmente em doentes terminais com tumores localizados tem revertido a resistência inicial e reiterado o interesse na química deste composto e outros relacionados.

Compramos ouro ao melhor preço!

Simulador Ouro, Prata, Paládio e Platina

Visite também, peças com mais valorAvaliador Oficial e critérios de avaliaçãoContacte-nos!

Avaliador Oficial

O trabalho executado ao longo dos anos reuniu apenas consenso na comercialização deste composto e de outro denominado carboplatina.
carboplatina

A cisplatina foi introduzida em testes clínicos no início da década de 70 tendo sido verificada grande eficácia desta droga como agente quimioterápico disponível para o tratamento do cancro, pois esta possui propriedades imunosupressivas, radiossensibilizantes e antimicrobianas. 

platina

O entusiasmo inicial na descoberta deste novo agente esmoreceu com a revelação de que a cisplatina, como a maioria de outros agentes quimioterápicos possui efeitos tóxicos de grande relevo, destacando-se a toxicidade renal.
moleculas

Em virtude destes efeitos colaterais, o seu uso foi restringido, passando a ser usadas doses mais baixas do mesmo.

A perspectiva das pesquisas efectuadas nesta matéria tem sido no sentido de haver um aumento de afinidade deste composto quimioterápico com o DNA, e direccionadas para o desenvolvimento de:

cisplatina

» Melhores técnicas de administração deste agente terapêutico, no sentido de minimizar a toxicidade sem interferir no efeito citotóxico.

» Melhor adaptação da dose terapêutica para cada tipo de neoplasia.

» Melhores das vias de administração (efectuada por via intravenosa como solução salina estéril.

» Associações terapêuticas sinérgicas.

Implantes ortopédicos e odontologia protética

O emprego de metais nas áreas de ortopedia e odontologia teve o seu início no século passado quando processos de assepsia foram desenvolvidos e aplicados com sucesso.

Os primeiros metais empregues, por apresentarem elevada estabilidade termodinâmica, alta resistência a corrosão foram, os metais nobres (platina em implantes ortopédicos e ligas de ouro, prata, platina e mercúrio em odontologia).

odontologia

O metal tem de ser biocompatível, isto é, este não pode afectar adversamente o ambiente que o rodeia e o hospeda e por outro lado tem de apresentar resistência aos tecidos ou fluidos do hospedeiro.

Estas características são de manifesta importância na verificação da sobrevida superior da artroplastia, superior qualidade de vida do doente com a recuperação da função articular até então perdida.

Nos dias de hoje o comprovado grau de toxicidade do mercúrio e o elevado custo destas ligas levou ao desenvolvimento de materiais metálicos passiváveis (titânio e aço inoxidável em ortopedia, implantes dentários e ligas níquel-cromo e cobalto-cromo em próteses dentárias).

Conheça as peças com mais valor!

Conheça como se compra e transmite Cautelas de Penhor.

Saiba também quais são os nossos critérios de avaliação!

New Greenfil Lda, faça parte de uma história de sucesso!

Newsletter

Fique a par das nossas novidades!

  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com
  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com