Cotação actualizada ao minuto

( 05-12-2020 às 11:13:52 )

VALOR DE COMERCIANTE

25 pedras curiosas e incrivelmente belas

 

A natureza é a melhor artista do mundo, que cria imagens fascinantemente belas. Por exemplo, pedras minerais que as pessoas encontram em diferentes partes do Planeta, únicos e incomparáveis.

Compramos ouro ao melhor preço

Simulador Ouro, Prata, Paládio e Platina

Visite também, peças com mais valorAvaliador Oficial e critérios de avaliaçãoContacte-nos!

Avaliador Oficial

Opala ’Pôr do sol’

É uma forma de dióxido de silício amorfo hidratado, sem estrutura cristalina. Como outras pedras de opala, entre três e dez por cento (e em alguns casos, 21 por cento) do peso de opala de fogo é a água. Até parece as nuvens de um caloroso amanhecer!

Opala azul ’O universo’

Este tipo de opala é famosa devido ao seu jogo refratada de cores que é diferente dos outros Opalas. É um cristal em que a luz passa através. É conhecido como o arco-íris. Parece que tem uma galáxia no seu interior. A maioria das Opalas são encontradas nas Américas, sendo em maior parte no Brasil e no México!

Bismuto

Este elemento é pesado, frágil , trivalente, cristalino, de coloração rosácea que se assemelha quimicamente ao arsênio e ao antimônio. É o mais magnético de todos os metais, e com a condutividade térmica mais baixa entre todos os elementos, exceto do mercúrio. De todos os metais, é o que menos conduz corrente elétrica. Este metal, quando na forma elementar nativa, tem uma alta resistência elétrica e, também tem o mais alto efeito hall entre os metais, ou seja, ocorre um aumento considerável da resistência elétrica quando colocado num campo magnético. Quando aquecido em presença do ar queima com chama azul e seu óxido (óxido de bismuto) forma vapores amarelos.

Opala ’Oceano’

Opala é uma das mais belas pedras preciosas. Estas pedras podem piscar todas as cores do espectro, com um brilho que pode até superar o diamante. Esta preciosa opala varia de claro através do branco, cinza, vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, magenta, rosa, ardósia, oliva, castanho e preto. Destes tons, o vermelho e o preto são os mais raros, enquanto os brancos e verdes são os mais comuns. Algumas espécies raras produzem flashes de cores brilhantes quando colocadas próximo a luz.

Ametista ’A Imperatriz do Uruguai’

Com o peso de 2.500kg, o maior geodo de ametista do mundo (3,27 metros de altura) foi encontrado no Uruguai. Depois de ser extraído e trazido para a superfície (que levou quase três meses), a frente desse geodo gigante foi cuidadosamente removida em seções muito pequenas para revelar a beleza que se vê agora.

Opala negra australiana

Esse cristal é extraído do subterrâneo, geralmente se estendem a uma profundidade de 25 metros na cidade de Lightning Ridge, Austrália. Opal preto se difere de outros Opal, pois é formada sobre uma camada de quartzo do tipo mais escuro (negro), que permite uma maior refracção / reflexo da luz para sua parte superior. 

Fluorita

É um mineral comum, cujo nome provém do latim fluere devido a sua fácil fusão; é composto basicamente de fluoreto de cálcio (CaF2) usualmente encontrada em cristais cúbicos, transparentes a translúcidos, de cor muito variável, com clivagem perfeita.

A fluorita tem sido produzida no Brasil para uso na industria siderúrgica, para a fabricação de ligas de ferro. Encontra-se nos estados do Rio de Janeiro, Bahia, Paraná e Santa Catarina.

A fluorita dá o nome ao fenómeno de fluorescência, uma vez que muitas amostras fluorescem fortemente sob luz ultravioleta. A fluorescência pode dever-se a impurezas como o ítrio ou matéria orgânica contidas na estrutura cristalina. Exibe ainda termoluminescência.

Quartzo rosa

Possui uma coloração que varia do rosa muito pálido até um rosa avermelhado. Sua clareza também é variável e vai do opaco ao translúcido ou transparente. Alguns espécimes apresentam traços de Rutilo no interior da pedra criando cabochões ou esferas com estrelas de seis raios. O Quartzo Rosa pode ser encontrado no Brasil, Madagascar e Dakota Sul, nos EUA.

Turmalina birmanesa

É um composto mineral de silicato de boro cristalino com elementos como o alumínio, ferro, magnésio, sódio, lítio, ou potássio. Brilhantemente coloridos, descoberto no Sri Lanka. As gemas turmalinas foram trazidas para a Europa em grandes quantidades pela Companhia das Índias Orientais holandesa.

Escolecita

A Escolecita é um cristal que promove a alegria espiritual, principalmente para aquelas pessoas que acham que pensam que o sofrimento leva a algo bom. A pedra escolecita inspira criatividade e libera os caminhos da comunicação, principalmente a comunicação espiritual.

Ela estimula o trabalho em equipe e dissipa sentimentos ruins, como a solidão e a separação de algo ou alguém tenha deixado na pessoa. No corpo físico, o cristal escolecita é muito utilizado no auxílio ao tratamento de verminoses, pulmões, olhos, circulação, feridas e hematomas. É uma ótima pedra para ser utilizada em meditações.

Quartzo titânio

É uma forma de quartzo, que é combinado com titânio (o metal do poder). Moléculas de titânio estão ligados ao quartzo pela carga electrostática natural do cristal. O titânio é um dos mais fortes e mais belo de todos os metais. Como você pode ver as cores desta pedra são simplesmente lindas. Muito usado para confecção de relógios e joias.

Crisocola

É um silicato de cobre hidratado cíclico mineral. Porém, sua estrutura tem sido questionada. Os estudos espectroscópicos sugerem material identificado como chrysocolla pode ser uma mistura de hidróxido de cobre e calcedônia.

Azurita

A Azurita é uma pedra azul, à base de cobre, geralmente encontrada junto à Malaquita, pertencente à mesma classificação. É menos comum do que esta última, mas é encontrada em quantidade no Arizona. 
A Azurita é uma pedra potente e importante, apontada pela história como a jóia da sabedoria. Os sacerdotes do antigo Egito usavam-na para aumentar a consciência espiritual. 

Turmalina de melancia


As turmalinas são pedras lindas, que podem ser encontradas em até 180 cores diferentes, entre castanhos, amarelos, verdes, rosas e até azuis.
Agora reparem que interessante essa formação especial de cores da turmalina: centro rosa com bordas verdes, uma típica melancia em pedra! O que é mais impressionante é o salto brusco de cores.
Claro que ela é muito rara e só é encontrada no Brasil, África do Sul, Madagascar, Moçambique e Sri Lanka.

Rodocrosita

Rhodochrosite é um mineral hidrotermal da família de minerais manganês, é encontrado em depósitos de minério de baixa temperatura como nas minas de prata da Roménia, onde foi encontrado pela primeira vez. Também pode ser encontrado na Argentina, nas regiões Capillitas e Catamarca, onde há uma velha mina de prata inca que produziu exemplos finos de rhodochrosite que são únicos e muito atraentes.

Realgar

Realgar é um mineral fotossensível e altera sua cor após exposição prolongada à luz. É instável e, eventualmente, irá desintegrar-se em um pó amarelo se deixá-lo à luz. Originada da Mina Shimen, em Hunan, China.

Uvarovita

Uvarovite é uma espécie mineral do grupo de granada de rolamento de cromo. Foi descoberto em 1832 por Germain Henri Hess, seu nome provém do Conde Sergei Semenovitch Uvarov (1765-1855), um estadista russo e colecionador amador mineral. É um dos mais raros dos minerais do grupo granada com uma cor verde-esmeralda.

Pode ser encontrado junto a minérios de cromo na Espanha, Rússia e Quebec, no Canadá. Também na Finlândia, Noruega e África do Sul.

Fluorita, quartzo e pirita

A Fluorita nos é familiar pela sua associação ao flúor, o preventivo comum para os dentes que é misturado à pasta dental e água de beber. 

Os cristais são usualmente translúcidos e incolores, ou vêm em coloração de branco, marrom azul, amarelo, púrpura e vermelho. 

A Fluorita que, como o flúor, beneficia os dentes e os ossos, em algumas civilizações antigas era usada contra tumores. 

Pessoas que sofrem de artrite, reumatismo ou doenças de coluna encontram certo alívio quando empregam a Fluorita em seu regime de cura.

Crocoíta

Forma-se na zona de oxidação de algumas jazidas de chumbo. A sua cor atenua-se com uma exposição prolongada a uma luz intensa. É um Mineral raro e pode ser encontrado na Tasmânia (Austrália), Goiabeira (Brasil), dos Urales Centrais (Rússia) e de Nontron (França).

Cobaltocalcita

Mineral composto por cálcio, cobalto, carbono e oxigênio. É uma variedade de calcita que contém cobalto em sua composição. Cristaliza-se no sistema monoclínico; tem brilho vítreo; é transparente à translúcido. Sua coloração é incolor, rosa, amarelado ou violeta. Encontrada principalmente na Angola, França, Alemanha, Espanha e Marrocos.

Ágata azul

O cristal Ágata Azul é uma variação do cristal Ágata, e produz sensações de bem-estar, promovendo a paz e a felicidade.

Rutilo

Rutilo é um cristal prismático usualmente encontrado em tamanho grande, na cor preta, embora possa apresentar muitas formas e variações em azul, cinza, vermelho e marrom. 

Uma pedra comum composta principalmente de óxido de titânico, é provavelmente em formações de rochas ígneas e metamórficas em todo o mundo. 

O Rutilo também ocorre em inclusões tão finas quanto agulhas no Quartzo Rutilado.

Ágata de Botsuana

Esta pedra de aparência cinzenta encerada pertence à família que batiza seu primeiro nome, a ágata. É uma subvariedade das calcedônias, sendo então um tipo de quartzo.

Como na maioria dos casos de sua família, a Ágata de Botswana é formada em um ambiente de rochas eruptivas, em filamentos que são preenchidos por matéria silicosa.

Quando cortada em uma orientação transversal, esta pedra revela linhas paralelas, e muito raramente pequenos pontos brancos, o que as torna preciosas. Além disso, muitas dessas pedras podem ser ocas, pois, durante sua concepção, os filamentos não tiveram tempo de ser completamente preenchidos.

Esta pedra também se tornou parte da cultura de seu país original, a Botswana. É comum ver pessoas usando-as em pulseiras, principalmente. Hoje, seu valor está atrelado ao belo aspecto que esta pedra apresenta, se tornando objeto de grande destaque em joias.

Labradorita

Labradorite ((Ca,Na)(Al,Si)4O8), é um mineral do grupo dos feldspatos, sendo um dos membros cálcicos intermédios da série da plagioclase. Tal como todos os membros da série da plagioclase, cristaliza no sistema triclínico e possui três direcções de clivagem duas das quais formam prismas quase rectos.

Ocorre em sob a forma de grãos de cor branca a cinza em rochas ígneas máficas, sendo um feldspato comum em basaltos, gabros e anortositos. A sua característica mais facilmente reconhecível são as sua reflecções superficiais com aspecto de mancha de óleo.

A ocorrência tipo da labradorite é a Ilha de Paul perto da localidade de Nain, em Labrador, Canadá, região que deu origem à sua designação. Ocorre em grandes massas cristalinas em  anortosito  exibindo iridescência ou jogo de cores. 

Avalie já as suas jóias, fale conosco!

Conheça como se compra e transmite Cautelas de Penhor.

Saiba também quais são os nossos critérios de avaliação!

Conheça as peças com mais valor!

New Greenfil Lda, faça parte de uma história de sucesso! 

Newsletter

Fique a par das nossas novidades!

  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com
  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com
Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização.