Cotação actualizada ao minuto

(26-05-2019 às 00:17:21)

VALOR DE COMERCIANTE

Jóias Egípcias

 

Desde o quarto milénio a.C. que existem evidências de construção de jóias no antigo egipto. 

Jóias Egípcias

Este povo dava enorme importância ao significado religioso de certos objectos sagrados reflectindo e influenciando os motivos para aplicar nas suas jóias.

Começaram por fazer jóias de simples materiais naturais como por exemplo ramos de plantas, pérolas, pedras sólidas ou ossos. 

Compramos ouro ao melhor preço!

Simulador Ouro, Prata, Paládio e Platina

Visite também, peças com mais valorAvaliador Oficial e critérios de avaliaçãoContacte-nos!

Avaliador Oficial

Jóias Egípcias

Estes materiais eram colocados em fios de linho ou em pêlos de vaca e para da cor começaram a pintá-los com substâncias extraídas de plantas e pedras.

Jóias Egípcias

A arte da ourivesaria egípcia atingiu o seu auge nos anos de 2160-1730 a.C. quando este povo dominou as técnicas e a precisão de confecção de peças de joalharia.

Durante os anos de 1500-1085 a.C., a ourivesaria ganhou impulso por causa das missões regulares ao deserto oriental e núbia para extrair metais e conquistar territórios.

Jóias Egípcias

Na lapidação egípcia usavam-se fragmentos de esmeraldas ou pedra para esculpir pedras mais suaves, enquanto ferramentas rotativas eram usadas em jóias mais difíceis.

Jóias Egípcias

A construção de monumentos juntamente com colecções de mobiliário de grande valor, jóias e arte promoveram a glória, poder e denominação religiosa dos faraós em toda a região. 

Jóias Egípcias

Esta projecção de grande riqueza tornou-se especialmente importante em sua vida após a morte.

Na era raraónica até à era romana, tanto os homens como as mulheres usavam jóias no seu dia-a-dia, não só como símbolo de riqueza e estatuto social mas também como acessório decorativo que os embelezava e protegia contra o mal.

Jóias Egípcias

ouro foi o principal metal eleito por esta civilização e foi frequentemente usado ao longo da história desde há milhares de anos.

Para além deste metal, o bronze foi usado extensivamente e, por vezes, coberto com folhas de ouro bem como uma liga de ouro,prata e uma pequena quantidade de cobre chamado de "electro" na V dinastia de Faraó, Sahure.

Sendo as pedras naturais muito difíceis de serem trabalhadas, os antigos egípcios preferiram imitar as suas cores usando vidro policromada em 2000 a.C.

Jóias Egípcias

Do vidro solidificado formavam esferas, amuletos, eshawabtis (figuras pequenas que eram enterrados com a múmia) revestiam objectos de argila, de sílica e areia, pedra-sabão e era utilizado como capa de esmalte em jóias de metal.

O povo egípcio foi o precursor de filigrana e a realeza usava nas suas jóias, esmaltes com cores opacas como azul-cobalto, turquesa, verde, roxo e branco e pedras como a jaspe, cornalina, lápis-lazúli, malaquita, turquesa e quartzo ficando a lápis-lazúli a mais apreciada das gemas.

No antigo Egipto, a jóia era tão importante quanto a sua cor e nenhum símbolo foi tão importante para os egípcios como o escaravelho ou besouro símbolo de renascimento. 

Jóias Egípcias

De acordo com o livro dos mortos, o azul-escuro representava o céu quando fica de noite, o verde a ressurreição e a renovação, o vermelho, o sangue a energia e a vida.

Serpentes, escorpiões e outros animais tinham o poder de afastar os espíritos malignos. 

A joalharia dos talismãs era destinada para os mortos, como forma de protecção para a outra vida. 

Jóias Egípcias

As jóias dos faraós eram preparadas desde o momento de posse do trono ocupando constantemente os Joalheiros.

Os acessórios encontrados e que faziam parte da ornamentação egípcia eram pulseiras, peitorais decorativos suspensos por corrente ou fita e decorado para representar várias divindades, formava uma espécie de peruca exterior que influi como as ondas do cabelo em fios longos e flexíveis de contas de ouro sendo mantido no lugar por um diadema de ouro de forma a manter a peruca durante as cerimónias.

Jóias Egípcias

Os diademas eram utilizados também pela múmia para proteger a testa do rei no além. 

A maioria dos objectos domésticos tais como vasos, placas e móveis eram feitos de ouro batido enfeitado com jóias.

Jóias Egípcias

Embora alguns tesouros egípcios se tenham perdido ou sido roubados, o tesouro do famoso faraó Tutacâmon, filho de Almenhotep III herdado e acumulado ao longo dos tempos, como o de Seti I ou Ramsés ainda permanece vivo.

Conheça os nossos critérios de avaliação!

Conheça as peças com mais valor!

New Greenfil Lda, faça parte de uma história de sucesso!

Newsletter

Fique a par das nossas novidades!

  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com
  • Cotações do Ouro - www.kitco.com
  • Cotações da Prata - www.kitco.com